"Esvaziou-se a si mesmo..." (Flp 2,7)

Monday, 21 October 2019

  • Slide image one
  • Slide image two
  • Slide image three
Quaresma, tempo de santidade! - Orientação aos membros PDF Imprimir E-mail

A paz de Jesus!

“Convertei-vos e crede no Evangelho!” (Mc 1,5). Essa é uma das admoestações dirigida aos fieis enquanto o sacerdote ou ministro impõe as cinzas no alto da cabeça, na Celebração das Cinzas. Ela expressa perfeitamente o modo como devemos viver o tempo litúrgico da quaresma: um tempo privilegiado para a conversão.

A Quaresma insere-se no ciclo Pascal como um tempo de preparação para a grande celebração do mistério da morte e ressurreição do Senhor. Essa preparação não se dá através de meros gestos exteriores. Antes, esse tempo é privilegiado para a purificação do coração e da mente.

“Eis o tempo de conversão!” Será assim a clássica canção que ouviremos na celebração das cinzas. E essa será a moção que deve ecoar repetidamente durante toda a quaresma. É tempo de conversão, é tempo de santidade!

Irmãos e irmãs, filhos e filhas da Comunidade Kénosis, a fim de vivermos bem nosso tempo quaresmal, gostaria de convidá-los ao exercício da penitência. A penitência é uma forma de reconhecermos nossa natureza pecadora. Conscientes do pecado e arrependidos de nossas faltas, é justo oferecer algum sacrifício de reparação como sinal de nosso desejo de mudança de vida.

Gostaria de recordar aqui as palavras do Papa Francisco a respeito da quaresma 2015:

“Para superar a indiferença e as nossas pretensões de onipotência, gostaria de pedir a todos para viverem este tempo de Quaresma como um percurso de formação do coração, a que nos convidava Bento XVI (Carta enc. Deus Caritas est, 31). Ter um coração misericordioso não significa ter um coração débil. Quem quer ser misericordioso precisa de um coração forte, firme, fechado ao tentador mas aberto a Deus; um coração que se deixe impregnar pelo Espírito e levar pelos caminhos do amor que conduzem aos irmãos e irmãs; no fundo, um coração pobre, isto é, que conhece as suas limitações e se gasta pelo outro.”

A quaresma deve ser um tempo oportuno para percorrermos o “percurso de formação do coração”. Significa dizer que esses dias devem ser repletos de docilidade ao Espírito e de empenho pela mudança de nossas atitudes. Pela força do Espírito, esforçar-nos para viver uma vida nova.

Durante este tempo, em comunhão com toda a Igreja realizaremos os "exercícios quaresmais" do jejum, esmola e oração. Embora esses exercícios façam parte da vida do cristão ao longo de todo o ano, durante a quaresma devemos praticá-los mais intensamente, sobretudo como forma de penitência.

JEJUM – Quero recordar aqui das orientações dadas no ano anterior. Durante a quaresma, muitas pessoas seguem a tradição de se absterem de carnes vermelhas, conforme orienta a Santa Igreja. Outros preferem renunciar a algum tipo de alimento ou bebida que gostam, como forma de sacrifício. Há ainda aqueles que preferem renunciar a algo que lhes dá muito prazer como, por exemplo, não assistir a determinado programa de TV, filme, ou frequentar determinados lugares de diversão etc. Sobre isso, penso que cada um deva discernir a melhor forma de oferecer um sacrifício por amor de Jesus Crucificado. Gostaria apenas de recordar que o sacrifício somente tem sentido se for “por amor”. Sempre que possível, que o sacrifício escolhido seja acompanhado por um gesto de caridade para com o próximo. (Por exemplo, se decidir não comer carne, encontre uma forma de ajudar alguma família a ter alimento/carne em sua mesa; se renunciar a algum filme, transforme o tempo que iria gastar assistindo ao filme, em oração ou praticando o bem...).

ESMOLA / CARIDADE – Convém viver intensamente a partilha neste tempo quaresmal. Proponho que todos os membros da Comunidade Kénosis realizem um gesto concreto de caridade nesta quaresma. (Visitar algum doente, idoso ou encarcerado; doar sangue em algum hospital; desfazer-se de tudo o que é supérfluo no guarda-roupa; ajudar alguma família carente ou irmão de rua, etc).

ORAÇÃO – Aproveitemos estes dias para intensificar nossa vida de oração. Tenham em vista, não apenas a oração vocal de intercessão, mas sobretudo, a oração mental e contemplativa, buscando uma verdadeira união do coração com o Senhor. Será nesta intimidade com Jesus que nosso coração e mente serão transformados e poderemos, certamente, ver nascer o novo homem, forjado no amor, capaz de viver e agir segundo o Espírito (Cf. Gl 5,25).

Irmão e irmãs, consideremos essas proposições como instrumentos para ajudar-nos a viver bem nossa quaresma. Que essas atitudes possam vir acompanhadas pelo desejo de conversão e que, de alguma forma, nos ajudem a crescer em nossa vocação à santidade.

Uma santa Quaresma a todos!

Que a Virgem das Dores interceda por nós!

Em Cristo,

Rogerio Santos e Edna Santos

Fundadores Comunidade Kénosis

 

Adicionar comentário

Os comentários que contenham links ou propagandas serão automaticamente recusados.
A publicação dos comentários dependerá da aprovação da equipe de Comunicação Kénosis.
Obrigado por interagir conosco. Deus abençoe!


Código de segurança
Atualizar