"Esvaziou-se a si mesmo..." (Flp 2,7)

Monday, 20 August 2018

  • Slide image one
  • Slide image two
  • Slide image three
SEXTA DOR: JESUS É DESCIDO DA CRUZ E ENTREGUE A SUA MÃE PDF Imprimir E-mail

Ao contemplar a cena de Maria com Jesus morto em seus braços, retratada na famosa imagem da Pietà, é possível compreender a perfeita KÉNOSIS (Esvaziar-se a si mesmo). Após todas as dores da crucificação, Ela chega a este momento, em que acolhe seu filho no colo de mãe. Não mais o bebê, nem o menino. Desta vez, Ele está ferido, despido de tudo e morto.

Não é possível, para nós, mensurarmos tamanha dor. Quando presenciamos uma mãe abraçada ao seu filho morto, a dor da perda é tão grande que, nós que somente vemos,  precisamos respirar fundo, só em lembrarmos a dor testemunhada.

 

Porém, naquele momento, por ter sido concebida sem pecado, Maria não sofre suas próprias dores, e sim as dores de Cristo. Esvaziada de tudo e de si mesma, Ela sofre pela dor de seu filho. “As mesmas chagas que estavam espalhadas pelo corpo de Jesus, se achavam todas reunidas no coração de Maria.” (São Boaventura). E de maneira incomparável, como afirma Santo Afonso Maria de Ligório: “todos aqueles que passam por tormentos, recebem alguma forma de consolo. Porém, nenhum consolo foi dado a Nossa Senhora”.

Pelo pecado em nós, tendemos ao sofrimento e ao desgaste, em razão de nossas vontades, nossas dores, nossas feridas, nossos ideais não concretizados; entretanto, Maria sofre pelas dores de Cristo.

Maria é o modelo que nos ensina a “direcionar tudo para a glorificação de nosso Senhor e já não mais desejarmos buscar outro bem nesta vida, então nossas ações poderão ser associadas aos méritos de Cristo e nos resultará em grande proveito espiritual.” (Orientações Gerais - Comunidade Kénosis).

Que possamos recorrer a Maria, para que Ela nos ensine a esvaziar-nos de nós mesmos, para sofrermos POR CRISTO, COM CRISTO E EM CRISTO.

“Ó minha mãe dolorosa, não vos quero deixar chorando sozinha. Quero acompanhar-vos com minhas lágrimas.” (Santo Afonso Maria de Ligório).

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

 

Aline Silva

Discípula Missionária Kénosis