"Esvaziou-se a si mesmo..." (Flp 2,7)

Monday, 20 August 2018

  • Slide image one
  • Slide image two
  • Slide image three
Fidelidade PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 


Todos os Frutos do Espírito Santo nos moldam pela Caridade, que também provém d'Ele, estes nos ajudam a buscar constantemente uma vida plena de santidade. Partilharemos a seguir, uma breve meditação sobre a graça do fruto Fidelidade.

Vivemos a fidelidade quando consideramos que uma determinada causa é digna do nosso empenho, quando nos dedicamos de forma contínua e prática, trabalhando firmemente.   Fidelidade é não se limitar a seguir os impulsos próprios, mas viver valores que nos mantêm livres. Aquele que é fiel encontrou a melhor expressão do amor e por isso é feliz com as exigências que a sua fidelidade lhe impõe, pois, “Pela fidelidade o homem ama e expressa o seu amor” (São João Paulo II).

Precisamos clamar, a todo momento, ao Espírito Santo para que possamos ser cheios de seu fruto, a Fidelidade, que nos ensina a viver de forma plena o amor e o compromisso. O Catecismo da Igreja Católica nos ensina que “A Fidelidade às promessas feitas a DEUS é a manifestação do respeito devido à majestade divina e do amor para com o DEUS fiel” (CIC 2101).

Nossa resposta ao chamado à vida Kenótica se dará quando entendermos que a “fidelidade é uma promessa de empenho que vai crescendo na livre obediência à palavra dada. A fidelidade é um compromisso que se torna uma esperança” (Papa Francisco). Na livre escolha pela Cruz de Cristo, somos selados no Sangue derramado pela fidelidade do Amor que não impõem limites. “Para se doar e doar até doer”, como nos ensinou Madre Tereza de Calcutá. É preciso assumir, com coragem, o chamado que o Senhor tem feito a cada um de nós, vivendo com fidelidade o compromisso assumido de sermos tudo para todos.

Clamemos a Virgem das Dores para que nos ensine a fidelidade para com Deus, e nos ajude a cumprir nosso propósito de santidade, com a coragem de quem sabe que Deus sempre tem o melhor para nossa vida.


Paulo Felipe Machado

Discípulo Missionário Kénosis