"Esvaziou-se a si mesmo..." (Flp 2,7)

Monday, 20 August 2018

  • Slide image one
  • Slide image two
  • Slide image three
Reflexões
SIGO NA NOITE ESCURA PDF Imprimir E-mail

barquinho noiteAs estrelas são minhas testemunhas nesta viagem de ida.

A noite escura poderia me fazer temer, se meus olhos não tivessem dirigidos ao céu...

As águas tranqüilas, a largueza do rio e a aparente segurança do meu barco são muito importantes, mas é do Timoneiro que dependerá minha chegada ao termo final.

Enquanto os olhos procuram em vão algum ponto de luz no horizonte pelo qual poderia guiar-me, a luz da razão parece concluir ser incapaz de me conduzir ao porto seguro.

No horizonte a negra cortina resultante da total ausência de luz faz temer os corações que estão sem norte, mas para mim elas figuram como o tablado de um esplendoroso espetáculo no firmamento.

Quando a luz artificial é excessiva, ofuscada permanece a visão e já não se pode contemplar a beleza criada.

 
Fomos criados pelo Senhor para edificar o mundo olhando para o alto PDF Imprimir E-mail

Direcao ceuQuanto vale um avião derrubado? Quanto valem as armas utilizadas nos inúmeros conflitos em andamento? Quanto valem as tantas vítimas da violência ceifadas a cada minuto pelo mundo afora? A vida é vilipendiada, transformada em mercadoria, transformada em espetáculo. Multiplicam-se as imagens que correm o mundo, nas quais os modernos equipamentos eletrônicos registram e divulgam os assaltos, assassinatos, uso e abuso de drogas e outras cenas diante das quais corremos o grave risco de ficar acostumados e acomodados. Muitas pessoas ficaram estarrecidas com cenas recentemente divulgadas, nas quais se via o tráfico de drogas aberto e sem qualquer controle das autoridades. Mais ainda nos assustamos quando esta gravíssima chaga social pode vir a ser legalizada! Estamos vivendo no olho do furacão de uma mudança de época, na qual os valores são postos em cheque e todos são conduzidos, na boa vontade ou na força, a rever seus critérios e tomar novas decisões. Sem alarmismos, é bom saber que o tempo da decisão agora é nosso.

Há alguns anos difundiu-se uma inspirada canção do Padre Zezinho, chamada “Vocação”. Se a seu tempo foi uma voz profética, continua a ressoar hoje com mais força ainda, provocando decisões e escolhas de valores: “Se ouvires a voz do vento chamando sem cessar, se ouvires a voz do tempo mandando esperar, a decisão é tua, a decisão é tua. São muitos os convidados, quase ninguém tem tempo. Se ouvires a voz de Deus chamando sem cessar, se ouvires a voz do mundo querendo te enganar, a decisão é tua, a decisão é tua. São muitos os convidados, quase ninguém tem tempo. O trigo já se perdeu, cresceu, ninguém colheu, e o mundo passando fome, passando fome de Deus. A decisão é tua, a decisão é tua. São muitos os convidados, quase ninguém tem tempo!”

 
Não desanimemos, pois! PDF Imprimir E-mail
Criados por DeusO mês de junho nos traz a recordação de vários grandes santos da Igreja: entre outros, Antônio, Luiz Gonzaga, João Batista, os apóstolos Pedro e Paulo; São José de Anchieta, grande apóstolo do Brasil, que está nas origens da Igreja em São Paulo; são lembrados também S. João Fisher e S.Tomás Moro, o primeiro, bispo, e o segundo, leigo e político; ambos, mártires heroicos da era moderna. Com as festas juninas, muito populares e apreciadas, vale a pena colocar em evidência o significado da comemoração dos santos pela Igreja.
 
Acima de tudo, eles são discípulos e missionários comprovados de Jesus Cristo, membros eminentes da Igreja. De múltiplas maneiras, eles acolheram e viveram o amor de Deus e o comunicaram aos irmãos; foram ardorosos evangelizadores e, por vezes, ajudaram todo um povo a encontrar a fé em Cristo. Por isso, são reconhecidos como verdadeiros fundadores de Igrejas locais, como S.Bonifácio, evangelizador da Alemanha, e S. Gregório Iluminador, apóstolo da Armênia, também recordados neste mês. Os santos recordam que o caminho de Jesus Cristo é o caminho bom e verdadeiro, pois leva à vida. Vale a pena segui-lo.
 
Pentecostes. Receba o Espírito Santo PDF Imprimir E-mail

Espirito Santo04É tempo de ouvirmos o Senhor e Sua Igreja que nos dizem: “Recebam o Espírito Santo”!

Após a Ressurreição, Jesus apareceu aos Seus discípulos, soprou sobre eles e lhes concedeu o dom do Espírito Santo. Antes de subir ao Céu, recomendou-lhes permanecerem em oração, aguardando o dom do Alto, o novo Consolador, Advogado e Defensor. Na manhã de Pentecostes, Festa das Colheitas para os Judeus, saída à vida pública para a Igreja nascente, vento, línguas de fogo, pregação corajosa do nome de Jesus, partilha dos bens, vida em comunidade, conversões! São os resultados da efusão do Espírito Santo derramado sobre os fiéis. De lá para cá, é sempre o Espírito Santo, Alma da Igreja, diz Jesus, “que convence o mundo em relação ao pecado, à justiça e ao julgamento. Quanto ao pecado: eles não acreditaram em mim. Quanto à justiça: eu vou para o Pai, de modo que não mais me vereis. E quanto ao julgamento: o chefe deste mundo já está condenado” (Jo 16, 8-11).

 
Jesus Cristo não vem para morrer de novo na Cruz. Agora é a nossa vez! PDF Imprimir E-mail

Reflexões de Dom Alberto Taveira, Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará

 

Jesus03"Jesus Cristo morreu, Jesus Cristo ressuscitou, Jesus Cristo é o Senhor, Jesus Cristo há de voltar!" Poucas palavras, com as quais se resume o essencial da fé cristã. Impressiona o fato de que os seguidores de Jesus, nos Atos dos Apóstolos, tenham tido tamanha força transformadora, capaz de compungir os corações mais endurecidos. De lá para cá, é a mesma verdade, a certeza que decide a vida das pessoas, anunciada em todos os recantos da terra, até alcançar os confins do mundo que o Senhor nos deu. É que os pregadores do Evangelho não falam sozinhos e nem são portadores de mensagens próprias. Apenas se colocam à disposição de Deus, que envia a força do Espírito Santo, dando-lhes palavras adequadas e a força para o testemunho corajoso de Jesus Cristo.

Como somos humanos e vivemos a fé no correr do tempo a pedagogia da Igreja nos faz percorrer, num aprofundamento contínuo do mistério cristão, as diversas etapas da história da salvação. Com a Semana Santa, que está para começar, Jesus Cristo, o único Salvador e Senhor, não percorre de novo os passos da Via Dolorosa, ou vem a morrer de novo na Cruz, para depois ressuscitar. Agora é a nossa vez! E começa a Semana Santa com o convite a visitarmos os lugares santos, para recolher os ensinamentos deixados e, mais do que tudo, recebermos a graça de Deus que nos é dada em tempo oportuno.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 Próximo > Fim >>

Página 3 de 5