SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

“Eis o Coração que tanto amou os homens, que não poupou nada até esgotar-Se e consumir-Se, para manifestar-lhes o Seu amor. E como reconhecimento, não recebo da maior parte deles senão ingratidões, desprezos, irreverências, sacrilégios, friezas que têm para comigo neste Sacramento de amor”.

 Essas foram as palavras que Santa Margarida Maria de Alacoque, ouviu de Nosso Senhor. Ela recebeu visitas de Jesus por 17 anos a partir de 1673, até o dia de sua morte, quando a tomou pela mão para levá-la consigo.

   A devoção ao Sagrado Coração é a devoção que vem do amor como princípio, que se dirige ao amor como fim, que emprega o amor como meio. Celebrando este grande Amor de Deus por nós, somos convidados a renovar nossa devoção a Jesus, manifestando concretamente na vivência deste amor na família, na Igreja doméstica, na partilha do pão, na alegria de celebrar em comunidade a Eucaristia, a Vida de Jesus entregue por nós. No entanto a devoção ao Sagrado Coração, é muito anterior a essa aparição, sua origem está na própria Escritura Sagrada, já que o coração é um dos muitos modos de se falar do amor infinito de Deus, que chega ao ápice com a vinda de Jesus para entregar-Se por nós.

Dois acontecimentos fortes do Evangelho são particularmente inspiradores:

  • O gesto de São João Evangelista, o discípulo amado, que recosta a cabeça em Jesus durante a última ceia (cf. Jo 13,23);
  • No Calvário, o momento em que o soldado abre o lado de Jesus com a lança (cf. Jo 19,34).

Num episódio, vemos o sereno consolo oferecido por Jesus; no outro, vemos o sofrimento que nós Lhe causamos com os nossos pecados, dos quais, mesmo assim, Ele próprio quis nos redimir.

Nesse mês devemos demonstrar a Jesus, através de obras, o quanto o amamos, e correspondemos ao grande amor de Deus por nós ao entregar seu Filho único à morte por nós e por Jesus permanecer conosco na Sagrada Eucaristia.

Sobre esta festa, o Papa Bento XVI afirmou que, “a contemplação do ‘lado transpassado pela lança’, na qual resplandece a vontade infinita de salvação por parte de Deus, não pode ser considerada, portanto, como uma forma passageira de culto ou de devoção: a adoração do amor de Deus, que encontrou no símbolo do ‘coração transpassado’ sua expressão histórico-devocional, continua sendo imprescindível para uma relação viva com Deus”.

As 12 Promessas da devoção ao Sagrado Coração

  • Darei a eles todas as graças necessárias em seu estado de vida.
  • Estabelecerei a paz em suas casas.
  • Eu os confortarei em todas as suas aflições.
  • Serei o refúgio seguro deles durante a vida e, acima de tudo, na morte.
  • Darei abundantes bênçãos a todos os seus empreendimentos.
  • Os pecadores encontrarão em meu coração a fonte e o infinito oceano de misericórdia.
  • As almas mornas se tornarão fervorosas.
  • As almas fervorosas devem rapidamente se elevar à alta perfeição.
  • Abençoarei todos os lugares em que uma imagem do meu coração for exposta e honrada.
  • Darei aos sacerdotes o dom de tocar os corações mais endurecidos.
  • Aqueles que promoverem essa devoção terão seus nomes escritos em meu coração.
  • Prometo-lhe, com excessiva misericórdia do meu coração, que meu amor todo-poderoso concederá a todos os que receberem a Santa Comunhão nas primeiras sextas-feiras em nove meses consecutivos a graça da perseverança final; eles não morrerão em desgraça, nem sem receber seus sacramentos. Meu divino coração será seu refúgio seguro neste último momento.

Oração de consagração ao Sagrado Coração de Jesus de Santa Margarida Maria Alacoque:

«Entrego-me e consagro-vos, Sagrado Coração de Jesus Cristo, a minha vida, as minhas ações, penas e sofrimentos, para não querer mais servir-me de nenhuma parte do meu ser, senão para vos honrar, amar e glorificar.
É esta a minha vontade irrevogável: ser todo vosso e tudo fazer por Vosso amor, renunciando de todo o meu coração a tudo quanto Vos possa desagradar.
Tomo-vos, pois, Sagrado Coração de Jesus, por único bem do meu amor, protetor da minha vida, segurança da minha salvação, remédio da minha fragilidade e da minha inconstância, reparador de todas as imperfeições da minha vida e meu asilo seguro na hora da morte.
Sede, Coração de bondade, a minha justificação diante de Deus, vosso Pai, para que desvie de mim a sua justa cólera.
Coração amoroso de Jesus, deposito toda a minha confiança em vós, pois tudo temo de minha malícia e de minha fraqueza, mas tudo espero de Vossa bondade!
Extingui em mim tudo o que possa desagradar-vos ou que se oponha à vossa vontade.
Seja o vosso puro amor tão profundamente impresso em meu coração, que jamais vos possa esquecer nem me separar de vós.
Suplico-vos, por vossa bondade, que meu nome seja escrito em vosso Coração, pois quero viver e morrer como vosso verdadeiro devoto.
Sagrado Coração de Jesus, confio em vós!»

Fontes:

https://www.vaticannews.va/pt/santo-do-dia/10/16/s–margarida-maria-alacoque–virgem–da-ordem-da-visitacao.html

https://www.acidigital.com/noticias/por-que-junho-e-o-mes-do-sagrado-coracao-de-jesus-85888

https://pt.aleteia.org/2021/06/01/comeca-o-mes-do-sagrado-coracao-de-jesus/

https://pt.aleteia.org/2020/06/17/as-12-promessas-da-devocao-ao-sagrado-coracao-de-jesus/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *